Quem somos

O Hospital Veterinário de São Bento iniciou a sua actividade em 1997 e desde essa data tem pautado a sua evolução por uma progressiva especialização dos seus quadros, com especial enfoque nas diversas vertentes da clínica de animais de companhia.

Conjugando a superior vocação e qualificação dos seus colaboradores com a dotação actualizada dos mais diversos meios e equipamentos complementares de diagnóstico, visamos proporcionar aos nossos clientes um serviço de superior qualidade, conforme com as suas naturais expectativas e exigências e sempre orientado por uma prática constante dos bons princípios médico-veterinários.

Com um serviço de atendimento permanente de 24 horas dia em ordem a disponibilizar aos nossos clientes um serviço de urgências e uma crescente diversificação de especialidades, registamos com agrado o elevado índice de satisfação que nos tem sido transmitido e cujo incentivo mais nos motiva a bem servir.

DIRECÇÃO CLÍNICA
henrique-armes
MENSAGEM

Responder aos desafios de uma nova sociedade, em que o animal faz parte integrante da família, é o meu propósito e o da nossa equipa. A mudança de paradigma social em que a solidão e o anonimato fazem parte do dia a dia de centenas de pessoas, associada a uma oferta de relacionamento cada vez mais virtual, dá ao pet um papel social, em muitos casos, fundamental para a saúde de quem o tem.

Não gosto de entender o animal como um substituto da relação interpessoal, apesar de, em muitos casos, o ser. Gosto fundamentalmente de olhar o nosso pet como um catalisador do relacionamento humano, um facilitador do convívio real, vejo com atenção como provocam a conversação entre os seus donos num passeio de jardim, vejo como atraem crianças, que lhes dão festas a troco de lambidelas, vejo como contrariam o sedentarismo dos amos que, assim, passeiam mais e falam com mais gente, e vejo muitas coisas mais, porque estou diariamente com eles e não sei viver sem eles.

Os animais são espertos, são inteligentes, e continuam a surpreender-me com as suas façanhas, que demostram uma capacidade cognitiva que me deixa perplexo. Não são pessoas, e não têm as mesmas aptidões e destreza mentais, mas têm outras, e é nessa diferença que entendo que os devemos avaliar e admirar. Tratar bem um animal é uma obrigação de qualquer cidadão e ensinar a cuidar e cuidá-lo bem é um compromisso da nossa empresa, respeitando a identidade destes seres que nos merecem muito. Entendo, por isso, que a saúde do nosso animal é um requisito fundamental para que exista harmonia familiar.

Uma sociedade só se pode considerar evoluída quando trata dignamente todos os seus participantes. E esse deve ser o nosso papel social enquanto pessoas que se dedicam e vivem para esta mui nobre arte médica.

Henrique Armés, Diretor Clínico

CONTACTO

Entre em contacto connosco:
















Contacto

Caso tenha alguma questão não hesite em enviar-nos.