Gel oral diminui ansiedade em cães

 Em Animais de estimação, Cães, Comportamento Animal

Muitos cães sofrem de ansiedade e medo com as fortes explosões dos fogos-de-artifício. Um novo estudo mostra como um tratamento pode ajudar a aliviar estes comportamentos de medo.

Gel oral diminui ansiedade em cães

Tremer, chorar e uivar, muitos chegam a fazer xixi e a fugir na tentativa de se esconderem num lugar seguro. Estes são alguns dos sinais de uma das fobias muito recorrentes em cães: o medo do barulho produzido pelos foguetes durante os espetáculos de pirotecnia. Um estudo publicado pela revista especializada “Veterinary Record” mostra como um novo tratamento, um medicamento em forma de gel, fácil de administrar, pode ajudar a aliviar os comportamentos de medo do seu peludo.

A equipa de investigação, da Orion Pharma, desenvolveu uma forma de gel oral de dexmedetomidina que poder ser administrada pelos donos de cães no conforto do lar.

O estudo ocorreu na véspera de Ano Novo de 2012, quando 182 cães, com história de ansiedade aguda e medo associados ao ruído dos fogos de artifício, receberam o gel de dexmedetomidina (89 cães) ou um placebo idêntico (93 cães), conforme necessário e até cinco vezes.

Os donos avaliaram os efeitos gerais do tratamento, bem como os sinais e a extensão da ansiedade e do medo em vários pontos de tempo pré-definidos, antes e durante a véspera de Ano Novo, de acordo com o protocolo do estudo.

De acordo com os resultados, 72% dos cães que receberam o gel oral de dexmedetomidina tiveram um tratamento com efeitos considerados “bons” ou “excelentes”, o que significa que não mostraram sinais de medo ou ansiedade ou que esses sinais foram ligeiros ou temporários. No caso dos cães do grupo que recebeu placebo, essa percentagem desceu para os 37%.

Os autores concluíram que a dexmedetomidina “reduziu significativamente os comportamentos relacionados ao medo e à ansiedade ao longo do tempo”. Além disso, dizem, a dose utilizada foi “segura e desprovida de qualquer efeito sedativo clínico significativo”.

Os donos que participaram na investigação também acharam esta nova forma de medicamento em gel fácil de administrar nos cães, contudo, é muito importante seguir sempre os conselhos do seu veterinário, dado que tanto o medicamento, como a dosagem dependerá das necessidades específicas de cada animal.

Esta investigação ganhou o prémio anual da revista “Veterinary Record” na categoria de Prémio de Impacto, dado ter sido considerada a investigação com utilidade prática mais importante publicada em 2017.

Qualquer questão que lhe ocorra sobre este ou outro tema, não hesite em contactar-nos, através do nosso número de telefone,+351 21 3972 997, ou do nosso e-mail, geral@veterinario.pt. Estamos aqui para esclarecer todas as suas dúvidas!

Artigos recentes

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Hipertensão nos GatosCistite nos cães | Hospital Veterinário de São Bento, Lisboa