Posso levar o meu cão à praia? Dicas para usufruir do verão com o seu amigo

Sejam grandes adeptos do banho ou daqueles que só molham as patinhas, quase todos gostam de escavar, de se enrolar na areia e de ter o dono debaixo de olho enquanto vai dar um mergulho. Mas há também os apaixonados pela água e os grandes nadadores. Preparamos um artigo especial de verão sobre onde pode ir e o que nunca deve esquecer  durante uma ida a banhos com o seu patudo.
cão_praia

Podem ir a que praias?

Depende se a praia é concessionada, se estamos na época balnear e se a entidade gestora autoriza. Quando é proibido, a coima pode chegar aos 2500 euros, alerta a DECO, Associação de Defesa do Consumidor na sua página da internet.

Proibido nas praias concessionadas

De acordo com o comunicado da DECO, nas praias concessionadas, o mais comum é ser proibida a permanência de canídeos durante a época balnear. Para confirmar, terá de ler o edital da praia que pretende frequentar ou verificar os sinais à entrada. Pode ainda ler os Planos de Ordenamento da Orla Costeira (cada região tem um) no site da Agência Portuguesa do Ambiente.

Permitido nalgumas praias não concessionadas

As praias não concessionadas, em princípio, podem ser frequentadas por cães durante todo o ano, desde que não haja sinalização da câmara municipal com indicação em contrário. Ou seja: tem sempre de ver a sinalética na entrada da praia. Além disso, é necessário cumprir as regras que se aplicam a todos os espaços públicos: uso de trela, limpeza de dejetos, entre outros.

Praias para cães

Entretanto, já existem em Portugal duas praias para uso balnear canino: a do Porto da Areia Norte, em Peniche, e a praia do Coral, em Viana do Castelo.

O que levar? Antes de sair de casa certifique-se que leva água suficiente para o tempo que vai passar na praia, o bebedouro e claro, o chapéu-de-sol, o seu amiguinho vai gostar de se esticar á sombra quando o sol estiver quente.

A que horas devo ir? O melhor, para si e para o seu companheiro peludo, é irem para a praia fora das horas de maior calor, por isso evite o horário das 11:00 às 16:00. Nas horas de maior calor, proteja-os para que não apanharem sol diretamente e não vá com eles para a areia quente dado que o contacto com o chão pode queimar-lhe as patinhas. Se tiverem pelo curto e branco, maiores devem ser os cuidados, dado que são mais propensos a se queimarem.

E as necessidades? Os nosso amiguinhos peludos têm que fazer as suas necessidades. Encha uma garrafa de água do mar para diluir a sua urina na areia, vai valer a pena ver o espanto dos outros donos. E claro, não se esqueça dos sacos para os cocós.

Água em abundância. Deve dar-lhes água a beber continuamente. A maioria dos cães nadadores e aqueles que gostam de brincar nas ondas tendem a engolir água do mar, o que irrita de imediato a mucosa digestiva. Tente que o seu faça isso.

O meu cão não é surfista. Lembra-se do susto que causavam as ondas a bater quando era pequenino? Com o seu cão pode acontecer o mesmo. Jet skis, barcos a motor e barulho pode causar bastante confusão a alguns cães. Se for o caso e se puder, escolha praias tranquilas. O importante é que ir á água não lhes seja desagradável.

Sal no pelo. Quando chegar a casa, não se esqueça de lhes dar um banho de água tépida ou, se tiver um terraço, mesmo de mangueira para lhes tirar o sal do pelo e da pele. Tal como acontece connosco, o sal irrita a pele.

Qualquer dúvida que tenha, pode sempre contactar-nos através do +351 21 3972 997, do geral@veterinario.pt ou visitar-nos.

Guardar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *